HedgeCast 19 – Etanol de milho | ALD Bioenergia

Introdução

No episódio 19 do HedgeCast, tivemos o prazer de conversar com Marco Orozimbo, da ALD Bioenergia, sobre o papel crescente do etanol de milho na matriz energética do Brasil, com um foco especial em Mato Grosso. Este bate-papo esclarecedor descomplica a transição da cana-de-açúcar para o milho na produção de biocombustível, destacando as mudanças significativas para os produtores e a economia local.

Como é Feito o Etanol de Milho

A produção começa com a moagem dos grãos para liberar o amido. Esse amido é então convertido em açúcar simples por meio de enzimas, que posteriormente é fermentado por leveduras para produzir o etanol. Após a fermentação, o líquido é destilado e purificado, resultando em um biocombustível eficiente e sustentável. Esse processo, apesar de complexo, é altamente eficiente e permite a produção de grandes quantidades a partir de uma matéria-prima abundante e renovável.

Comparativo do Etanol de Cana e do Milho

A transição do etanol de cana-de-açúcar para o de milho traz várias vantagens significativas. O milho possui um ciclo de produção mais curto, o que permite colheitas mais frequentes e uma oferta constante de matéria-prima. Além disso, o milho pode ser cultivado em regiões onde a cana-de-açúcar não cresce bem, expandindo a produção para novas áreas e diversificando as fontes de biocombustíveis. A produção do etanol de milho também se beneficia de tecnologias avançadas que aumentam a eficiência e reduzem os custos, tornando-o uma alternativa viável e competitiva.

Subprodutos da Produção de Etanol

A produção gera subprodutos valiosos, como o DDGS (grãos secos por destilação com solúveis), utilizado como ração animal de alta qualidade. O DDGS é rico em proteínas e fibras, tornando-se uma fonte nutritiva e econômica para alimentação de gado, suínos e aves. Além disso, o processo de produção também produz óleo de milho, que pode ser utilizado na indústria alimentícia e para a produção de biodiesel, e dióxido de carbono, que é capturado e utilizado em diversas aplicações industriais, como a produção de bebidas carbonatadas e extintores de incêndio. Esses subprodutos contribuem para uma economia circular, maximizando o aproveitamento dos recursos e reduzindo resíduos, o que é fundamental para a sustentabilidade ambiental e econômica.

Benefícios do Etanol de Milho

Os múltiplos benefícios são evidentes. Ele contribui para uma economia mais sustentável, reduzindo a dependência de combustíveis fósseis e diminuindo as emissões de gases de efeito estufa. É considerado um biocombustível mais limpo, pois a sua queima libera menos poluentes comparado à gasolina e ao diesel. Para os consumidores, oferece uma alternativa econômica e ambientalmente amigável. Com os preços dos combustíveis fósseis em constante flutuação, o etanol pode proporcionar uma opção mais estável e previsível, ajudando a controlar os custos de transporte e energia. Comparado a outros biocombustíveis, o produto se destaca pela sua eficiência e impacto positivo no meio ambiente.

O Futuro do Etanol de Milho

O futuro é promissor, com muitas oportunidades de crescimento e inovação. Em Mato Grosso, várias usinas estão em operação, contribuindo significativamente para a produção nacional de biocombustíveis. A capacidade produtiva dessas usinas está em constante expansão, e as inovações tecnológicas continuam a melhorar a eficiência e a sustentabilidade da produção. Espera-se que o setor continue a crescer, impulsionado pela demanda crescente por combustíveis mais limpos e sustentáveis e pelo apoio de políticas governamentais favoráveis.

Como Melhorar a Comercialização

Para melhorar a comercialização de soja, milho e boi gordo , adotar estratégias eficazes é essencial. Para aprimorar a comercialização da sua safra, é essencial focar em estratégias eficazes e bem planejadas.

Com uma abordagem especializada em estratégias de hedge e serviços de gestão de risco, a Hedge Agro se apresenta como uma excelente opção para quem deseja investir na proteção eficaz de seus ativos agrícolas.

 

Confira os nossos principais serviços:

Ao escolher a Hedge Agro, você estará investindo na parceria com líderes em estratégias de hedge que vão ajudá-lo a melhorar a sua comercialização agrícola e a alcançar o sucesso em seus empreendimentos rurais.

Converse com um de nossos especialistas através do WhatsApp ou, se preferir, preencha o nosso formulário de contato!

Nós o ajudaremos a melhorar o futuro do seu negócio!

 

Conclusão

Este episódio do HedgeCast é essencial para quem busca entender como a inovação no setor de biocombustíveis está redefinindo práticas agrícolas, promovendo desenvolvimento econômico e sustentabilidade. A conversa com Marco Orozimbo da ALD Bioenergia oferece uma visão abrangente sobre os desafios e oportunidades do etanol de milho no Brasil, destacando seu papel crucial na matriz energética.

 

Etanol de Milho - ALD Bioenergia

Rafael Grings
Últimos posts por Rafael Grings (exibir todos)

    Compartilhe: