Safrinha Emerge em Preços Máximos

Lavouras de milho safrinha estão emergindo com preços máximos para o milho grãos.

Abaixo segue o histórico sequencial do contrato futuro CCM. Cada candle é o contrato mais próximo no período. Assim, candle atual é CCMH18. Em junho e julho de 2017 era CCMN17. Em junho, julho de 2016 era o CCMN16. Sempre o vencimento futuro mais próximo.

Fonte: XP Pro

Estamos (quase) numa máxima de preços!

Qual melhor decisão frente a este cenário?

Preços um pouco superiores aos atuais ocorreu em julho de 2016, ano de seca severa, generalizada em todo o Brasil, quando as lavouras de milho já estavam estabelecidas, e sofreram grandes perdas, durante processo de desenvolvimento vegetativo e reprodutivo.

Interessante que, mesmo em 2016, assim que a colheita terminou, em setembro, os preços começaram a cair. Naquele ano, também tínhamos exportado muito e com estoques apertados. Situação muito similar a atual.

Um ano seguinte, em julho de 2017, os preços estavam na mínima de preços, visto graficamente. E em preços abaixo do mínimo da CONAB.

Quais os riscos envolvidos, hoje?

A safrinha mal começou. Uma questão climática, que afeta ainda mais as projeções de produção de milho pode tornar a situação mais delicada. Sobretudo por que a Argentina também vem de uma seca.

Os Estados Unidos começam os processos de plantio em abril. E teme-se que os agricultores de lá troquem o milho pela soja, em busca de maiores rentabilidades.

Assumir, agora, riscos de entrega de produção, com as plantas emergindo, é muito arriscado. Mesmo com preços altos. Exige cautela nas quantidades de contratos a serem firmados. Ainda risco de quebra de safra, já que não se tem potencial de produção definido nas lavouras.

Uma boa ideia é se hedgear na bolsa. Se proteger contra que uma oscilação prejudicial de preços. E continuar posicionado para uma oscilação positiva. As opções sobre contratos futuros, que garantem direitos de preços, são ótimas alternativas para compradores e vendedores de milho.

Conselho não se dá, se vende. Aproveitem!

Um abraço, Maurillo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *