O Que É Hedge Agrícola?

Se traduzirmos a palavra hedge para português, temos as seguintes definições: cerca; barreira; divisão. No entanto, a conceituação mais adequada a ser usada é de proteção.

A função do hedge é a proteção contra as variações de preços que afetam sua produção. A principal preocupação dele, não é de obter lucro com derivativos, mas de garantir o preço de compra ou de venda em determinada data futura. Para isto, ele estrutura uma operação inversa à posição assumida no mercado físico.

Para exemplificar, imagine que um produtor plantou soja e ainda não comercializou ela, sendo assim se o preço da commoditie cair ele tem prejuízo e se subir ele ganha com a valorização (o mesmo que estar comprado). Neste sentido, para se proteger da queda ele pode usar derivativos assumindo posição inversa do físico, neste exemplo uma venda (venda termo/trading, venda futuro ou compra de put).

Caso o produtor já tenha vendido sua produção, o risco dele é de não acompanhar a alta, desta forma deverá assumir posição para alta ou comprada (exemplos, compra futuro ou compra call).

Hedge é uma posição oposta aquela tomada no mercado físico.

Ao longo do tempo, os participantes vêm desenvolvendo diversas maneiras de se proteger contra as oscilações. Atualmente, o mercado mais utilizado pelos agricultores é termo, no qual ele negocia diretamente com as tradings. No entanto, os derivativos agrícolas, em especial o mercado de opções, vêm ganhando espaço devido a facilidade de acesso, não necessita de margem de garantia, sem ajuste diário e liquidez para saída antes do vencimento. A seguir quadro com principais modalidades:

Fonte: Bm&fBovespa

Nos próximos textos vamos detalhar cada mercado e as principais estratégias utilizadas, se quiser receber basta cadastrar seu e-mail.

Se tiver alguma dúvida ou deseje mais informações, deixe seu comentário abaixo ou entre em contato conosco.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *